Marcelo Mesqueu triunfa em Monte Carlo, o primeiro brasileiro a ganhar o título EPT

Marcelo Mesqueu triunfa em Monte Carlo, o primeiro brasileiro a ganhar o título EPT

O brasileiro Marcelo Simões Mesqueu venceu o Evento Principal do EPT Monte Carlo e se tornou o primeiro jogador do Brasil a levantar o troféu do tour europeu de poker após derrotar o dinarmaquês Morten Hvam na final.

Fazia tempo. Após dois anos, o PokerStars European Poker Tour Monte Carlo voltou e o evento principal foi um sucesso. Com um total de 1073 entradas (747 jogadores únicos), o EPT Monte Carlo 2022 foi o maior sucesso da história.

Marcelo Mesqueu

EPT Monte Carlo 2022 Evento Principal – Informações-chaves

  • Data: Maio 2-7
  • Lugar: Monte Carlo
  • Jogadores: 1073 entradas (747 jogadores únicos)
  • Buy-in: €4,850 + €450
  • Premiação: €5,204,050
  • Vencedor: Marcelo Mesqueu

Segundo Maior Evento Principal de todos os tempos do EPT Monte Carlo

Após uma parada de dois anos devido a pandemia, o European Tour Poker voltou nesse ano no Sporting d'été em Monte Carlo.

O Evento Principal com buy-in de €3,500 foi o torneio de poker mais importante do evento e os jogadores dominaram as mesas. Com 419 entradas no Dia 1A, 631 no Dia 18 e 24 entradas registradas posteriormente no Dia 2, 1073 entradas foram registradas no total, o segundo maior número de jogadores depois do EPT Monte Carlo em 2016 com 1098 entradas.

EPT Monte Carlo durante os anos

Isso é como o jogador e os números da premiação do EPT Monte Carlo se desenvolveram desde 2005:

Ano Jogador Premiação Campeão
20052111,983,400 €Rob Hollink
20062982,801,200 €Jeff Williams
20077066,636,400 €Gavin Griffin
20088428,420,000 €Glen Chorny
20099359,350,000 €Pieter De Korver
20108488,480,000 €Nicolas Chouity
20126656,650,000 €Mohsin Charania
20135315,310,000 €Steve O'Dwyer
20146506,500,000 €Antonio Buonanno
20155645,640,000 €Adrian Mateos
20161,0985,325,300 €Jan Bendik
20177273,525,950 €Raffaele Sorrentino
20187773,768,450 €Nicolas Dumont
20199224,471,700 €Manig Loeser
20221,0735,204,050 €Marcelo Mesqueu

Números de jogadores do EPT Monte Carlo desde 2005

Buy-In: [2005 - 2015: €10.300; a partir de 2016: €5.300]
Re-Entry: [2005 - 2018: Freeze-Out; a partir 2019: Reentrada única]

Double Bubble no Dia 2

Harpreet Gill

À noite do Dia 2, a bolha surgiu com apenas 159 jogadores com min-cash garantido. Como é comum em grandes torneios, a velocidade das mesas diminui significativamente à medida que o número de jogadores restantes se aproximava da marca 159. Levou quase uma hora para 3 jogadores serem eliminados da posição 163 à 161.

Mas em um instante, a bolha terminou para Harpreet Gill e Ariel Sebban, que foram eliminados quase simultaneamente em duas mesas diferentes. Gill encontra o seu destino quando se lança por 20 big blinds com 10 no botão apenas para ser chamado por Guillaume Diaz em um small blind com ñas. Diaz até fez um flop com um full house e mandou Gill para o espaço. Enquanto isso, durante a sala, uma mão parecida fez Ariel Sebban ser eliminado ao mesmo tempo. Ele estava no all-in no pré-flop com valetes contra os reis de Danny Pyke's e não teve ajuda da mesa. Assim, a bolha estourou sem uma mão para jogar e todos os jogadores garantiram pelo menos um min-cash no valor de €8,690.

Nas cinco horas seguintes outros 70 jogadores foram eliminados do torneio. Entre eles estavam Leo Margets (155º), Davidi Kitai (153º), Christoph Vogelsang (138º), Benjamin Spragg (124º), Rainer Kempe (121º), Fabian Quoss (101º) e Koray Aldemir (94º).

Desempenho impressionante de Ana Marquez

Ana Marquez

O terceiro dia do torneio foi brutal para a maioria dos jogadores com mais de 80% sendo eliminado em um dia.

Entre as baixas estava Gaelle Baumann na 60º posição (a mulher que quase foi à mesa final do Evento Principal do WSOP em 2012). Ela perdeu todas as fichas contra Morten Hvam quando se viu com um all-in de K-9 no K-8-6-Flop contra o dinarmaquês que a dominou com A-K. O título da última mulher que ficou na competição foi para Ana Marquez. Ela foi eliminada na 26º quando se viu com um all-in no pré-flop com A-K contra o A-A de Yannick Cardot's.

Outros notáveis jogadores que se caíram naquele dia foram Sofia Lövgren (53º), os alemães Ole Schemion (41º) e Jonas Lauck (28º) e Jason Wheeler (19º).

Morten Hvam domina o caminho até a mesa final

O penúltimo dia viu o dinarmaquês Morten Hvam dominar a cena. O dia começou com 16 jogadores e foi jogado até restarem os seis finalistas. Hvam começou com uma liderança substancial em fichas e o manteve durante o dia. Ele eliminou vários jogadores, incluindo Niall Farrel com um draw para o Flush. Ambos os jogadores estavam em um all-in depois da aposta, subiram e a igualaram em um flop 9 5 3 . Farell tinha um forte par com Q Q , mas Hvam tinha um J 8 . No turn e river caíram 3 e 6 , e com o terceiro diamante na mesa, Hvam completou o flush e eliminou o britânico, que ficou na 16º posição.

Outros notáveis jogadores que foram eliminados antes da final foram o vencedor do bracelete do WSOP Justin Saliba (15º) e o PokerStars Pro Ramon Collinas (7º).

Marcelo Mesqueu domina a mesa final

A mesa final teve apenas com seis jogadores e, enquanto Morten Hvam começou na liderança, o brasileiro Marcelo Mesqueu rapidamente tomou a posição dele. Após seis horas de jogo, todos os seis jogadores permaneceram, mas Mesqueu logo conquistou mais de 50% das fichas.

Apenas no final da noite que os jogadores começaram a ser eliminados. O primeiro a cair foi o alemão Erkan Soenmez, eliminado por Mesqueu. Logo em seguida foi Hugo Pingray, da França, que sucumbiu ao Mesqueu. Morten Hvam tomou conta do próximo jogador quando ele eliminou o americano Jaimes Cervantes na 4º posição.

Depois de Dragos Trofimov ser eliminado na 3º posição, o confronto entre Hvam e Mesqueu começou. O brasileiro tinha uma vantagem considerável de 4-1 e recusou qualquer acordo. Os dois continuaram jogando, mas Hvam nunca teve qualquer momento e se viu eventualmente buscando um all-in como gutshot. Aqui foi como a mão final chegou à mesa: Hvam aumentou para 2 big blinds no pré-flop com K 10 e Mesqueu aumentou um pouco mais com 5 big blinds. Hvam deu um call e flopou um inside straight draw de 9 7 6 na mesa. Mesqueu apostou outros 4 big blinds e, subsequentemente, Hvam moveu um all-in para um total de aproximadamente 14 big blinds. Mesqueu pagou rapidamente a aposta com K K . Turn e River trouxeram 5 e J – sem ajuda para o dinarmaquês e com esta mão o torneio acabou.

Marcelo Simões Mesqueu, com 55 anos, se tornou o primeiro brasileiro campeão do EPT. Ele levou para casa mais de €900,000 durante sua segunda viagem à Europa. Ele já anunciou que voltará para jogar o EPT em Barcelona no mês de Agosto.

Comment on that

Sua mensagem está aguardando aprovação
×