Dicas dos profissionais do poker para iniciantes

Dicas para iniciantes

Entenda as atitudes de jogadores profissionais do poker para buscar os melhores resultados nas mesas.

Bem, para um iniciante, a virada dessas 3 cartas sempre dá medo.

Por isso, procurei Mathew Frankland, profissional da IveyPoker Pro, para que ele me desse algumas dicas que pudessem ajudar os iniciantes a se sentirem um pouco mais confortáveis com sua estratégia de jogo para após a virada das cartas da mesa.

Eis o que ele tinha a dizer.

Dilemas que aparecem após a virada das 3 cartas da mesa

1. Quanto devo apostar?

Mat Frankland: Sempre se deve adequar o tamanho da aposta a um motivo específico.

O melhor conselho que eu daria para um iniciante é apostar mais ou menos a mesma quantia em quase todas as situações, a única exceção sendo o tamanho da pilha de fichas do seu adversário.

Imagine que está jogando a dinheiro, está com uma quantidade grande de fichas, tem bons motivos para acreditar que tem a melhor mão, e quer tirar o máximo possível de fichas do seu oponente.

Neste caso, faria sentido apostar mais alto que o normal, em uma tentativa de tirar todas as fichas do seu oponente até chegar a hora da quinta carta. Então, 70% do pote seria uma boa quantia para apostar.

Se estiver jogando em um torneio e tiver poucas fichas, não precisa apostar tão alto e, ainda assim, conseguir chegar à metade das suas fichas na hora que for virar a quinta carta.

2. Por que Apostamos?

MF: Esse é um grande problema que vejo acontecer sempre com iniciantes e com jogadores ruins. Eles apostam na virada das cartas só porque acham que devem.

Não há um pensamento encadeado. Eles nem pensam. Você sempre tem que se perguntar: “O que estou tentando conseguir com essa jogada?”

Por exemplo, vejo gente apostando em mãos como par de ases, quando o cara é o último a apostar, e com as cartas da mesa mostrando J de ouros, 8 de ouros e 7 de um mesmo naipe da mão. Para mim, só ficar no jogo, sem apostar, é a melhor jogada nessa posição, e vou explicar o porquê.

a) Não queremos ninguém aumentando a nossa aposta

Se alguém aumentar a aposta, podemos descontar a maioria dos blefes puros do alcance do nosso oponente, porque a mesa está muito coordenada.

Então, ou nosso adversário terá uma mão forte, contra a qual não teremos praticamente nenhuma chance, ou uma combinação forte de cartas que terá paridade com a nossa mão.

b) Blefe

Quando me veem só dar check com uma mão dessas, não é exatamente uma mostra de força. Por essa razão, eu posso ganhar uma ou duas rodadas de blefes, que de outro modo eu não ganharia.

c) Conseguir três rodadas de valor é difícil

Há exceções para essa regra, onde jogadores mais fracos que só pagam as apostas podem pagar as minhas durante três rodadas tendo um valete fraco, mas em geral, se eu aposto duas vezes aqui, vou pensar bastante se vou apostar na quinta carta.

Então, se vou só ganhar duas rodadas de valor, por que me abrir para aumentarem minhas apostas ou perder a arte do blefe?

Se eu der check, ainda dá para, alegremente, passar por duas rodadas ou pagando apostas na quarta carta ou apostando eu mesmo. Também obtenho mais informações sobre a mão do meu adversário vendo o que ele faz após a virada da quarta carta.

3. Quais São os Tamanhos de Pilha?

MF: Sempre devemos estar conscientes quanto ao tamanho da nossa pilha e da pilha dos adversários. Uma mesma mão pode ter fins bastante diferentes, dependendo de quantas fichas nosso adversário tem.

Por exemplo, a gente aumenta a aposta no lugar imediatamente à direita do botão com uma mão com K e 10 de naipes diferentes e quem está com o botão paga. As cartas da mesa mostram K, 7 e 6. Agora, contra um jogador que é constante, não vou conseguir amealhar três rodadas com uma mão pior, então, dou check nessa mão porque:

a) Quero enganá-lo quanto à força da minha mão e fazer com que ele blefe/pague pela quarta e pela quinta cartas com mãos mais fracas.

Não quero apostar duas vezes e depois não saber direito o que fazer quando chegar a hora de mostrar a quarta carta.

Só que isso tudo muda se começarmos a mão com 20 big blinds (bb). Talvez aí a melhor coisa seja apostar, porque sei que ele vai pagar com muitas mãos na virada das cartas.

Posso apostar tudo que tenho na quarta carta, colocando-o em uma posição complicada com seus pares médios, e também, bloquear qualquer tentativa gratuita de ele acertar uma sequência/combos de dois pares.

4. O que acontece depois? (Pensar lá na Frente)

Quando tenho a ideia de explorar a virada das cartas da mesa, é porque já avaliei vários cenários possíveis da quarta e da quinta cartas na minha cabeça.MF: É o conceito mais importante das estratégias para se usar após a virada das cartas.

Isso me ajuda demais, pois aprimora a qualidade da minha decisão após essas cartas serem mostradas com base nos cenários prováveis ​​que podem se apresentar em rodadas posteriores.

Se você tivesse jogando xadrez, não mexeria simplesmente uma peça de um jeito aleatório em um vácuo.

Por que com o pôquer seria diferente?

5. Quem É o meu Adversário?

MF: O mais legal do pôquer é que todos os adversários são diferentes.

A maneira com que você joga uma mão contra um oponente controlado é totalmente diferente da maneira com que você joga contra um louco.

Então, da próxima vez que você quiser usar sua aposta automática com duas cartas altas, pare e pense primeiro.

Como será que esse adversário reagiria se eu só desse check nessa rodada?

6. O que será que ele tem?

MF: iniciantes podem cair facilmente em duas categorias. Há os que sequer pensam no que o oponente deles pode ter na mão, e os que tentam torcer para que as cartas certas venham e ele tenha uma mão específica.

Conforme você progride como jogador, você começa a pensar nas possibilidades de jogos que o seu oponente pode ter como consequência de suas decisões anteriores e de suas tendências interpessoais, e aí, sim, você age de acordo.

Entender tudo isso pode ajudar demais quando você estiver pensando se vai ou não apostar.

Por exemplo, se eu abro de uma posição média, e o small blind paga a aposta, vou pensar duas vezes se vou apostar em uma virada de cartas da mesa que me mostre J de ouros, 8 de ouros e 7 de um mesmo naipe da mão, porque as possibilidades dele consistem de um monte de pares médios e de combos de figuras com o mesmo naipe.

7. O que Significa o Ranking de Apostas dele?

MF: Até agora, discutimos situações em que nós é que somos o agressor, mas consideremos um cenário em que nós sejamos o cara que está pagando aposta antes da virada das cartas da mesa.

Jogadores de pôquer têm a tendência de mudar o tamanho das apostas dependendo da mesa/força de sua mão, sem que sejam realmente bons o suficiente para jogar dessa forma e atingir qualquer efeito grandioso.

Muito poucos jogadores são capazes de misturar isso com suas mãos fortes e fracas, por isso, se você prestar atenção, talvez você consiga sacar quando a pessoa faz uma aposta fraca óbvia depois de ver isso acontecer algumas vezes.

8. O que Será que Ele Acha que Eu Tenho?

MF: Pensar na percepção do seu oponente quanto às suas possibilidades é muito mais importante do que quais sejam realmente as suas cartas.

Adversários mais fortes pensarão em quais são as mãos que você pode ter e tomarão suas decisões com base nessas informações.

Portanto, se há uma situação em que você tenha uma mão fraca, mas onde a maioria das mãos das suas “possibilidades percebidas” é forte, e isso será evidente para o seu adversário, então vá em frente e faca na caveira.

9. O “Float” É uma Boa Estratégia?

MF: Acho que o ‘float’ é uma jogada muito pouco utilizada no pôquer, sobretudo por iniciantes.

A ideia dessa jogada é pagar uma aposta após a virada das cartas da mesa, sem qualquer mão feita e muito pouca paridade, com a intenção de ganhar o pote em uma rodada posterior.

Da próxima vez que você vir uma aposta fraca do seu oponente, e digamos que temos duas cartas altas, mas sem qualquer correspondência com as cartas da mesa, então, considere o ‘float’ como uma opção.

Dessa maneira, podemos ganhar uma carta alta e deixar que ele siga blefando, ou até mesmo aumentar na quarta carta pra fazer com que ele entregue a mão fraca que tem e levar o pote.

10. Manter a Mente Aberta

MF: Pense no pôquer como um rio. É sempre aquele vai e vem das águas, e nunca fica estático por muito tempo.

É importante não ficar preso em um barranco. Não deixe que o medo ou que uma mente fechada atrapalhem o seu crescimento.

Experimente coisas novas em momentos em que você não esteja muito certo sobre o que fazer, e quem sabe?

Talvez você encontre uma boa jogada que lhe dê a licença para imprimir dinheiro.

Ganhe bônus para jogar nas melhores salas de poker do Brasil

Ganhe mais em jogos de poker com mais mesas

10 dilemas do poker

Jogar em mais de uma mesa é, provavelmente, o que há de melhor com relação a jogar pôquer pela internet.

Bom, isso e poder evitar lidar com as três agruras do pôquer ao vivo: jogos morosos, distribuição desleixada das cartas e degenerados fedorentos.

Mas estou fugindo do assunto. Se você ainda não está jogando em mais de uma mesa, é melhor começar a aprender, porque se não estiver mesmo, está simplesmente jogando dinheiro fora.

Para dar uma olhada mais detalhada sobre como jogar em mais de uma mesa, você pode ler uma matéria completa aqui.

Entretanto, listamos aqui cinco dicas rápidas para colocá-lo no caminho certo:

1) Use um Baralho de Quatro Cores

O baralho de quatro cores é, facilmente, a opção mais importante para o jogo em mais de uma mesa.

Copas em vermelho, espadas em preto, paus em verde e ouros em azul. Parece esquisito em um primeiro momento, mas você se acostuma rápido.

À primeira vista, dá para definir quais possibilidades de flush entraram e quais escaparam.

Baralhos de duas cores são para vovôs e para pôquer ao vivo. Adapte-se à modernidade.

2) Atenha-se aos Temas Mais Simples

Muitas salas de pôquer na internet possuem vários temas diferentes entre os quais você pode escolher.

Mas não tente usar todos os sinos e apitos que oferecem quando estiver jogando em mais de uma mesa.

Livre-se das distrações.

O tema hipersimples da PokerStars é um ótimo exemplo de uma boa mesa configurada de forma perfeita para o jogo em mais de uma mesa.

3) Faça Anotações

Mesmo que não dê para prestar atenção a todas as mãos que estiverem rolando, certifique-se de ver as mais importantes e de fazer anotações detalhadas.

Essas anotações ficam com você, e sempre que esbarrar de novo com aquele jogador, poderá consultá-las.

Tente deixá-las curtas, de boa qualidade e informativas.

“Dá mesa-aumenta após a virada das cartas com sequência combinada” é muito melhor que “Esse babaca é péssimo com um flush.”

4) Descubra um Sistema para Organizar as Suas Mesas

Tem quem organize as mesas em colunas; tem quem organize em fileiras.

Descubra como funciona melhor para você para que possa acessar rapidamente a mesa em que a ação esteja acontecendo.

Uma dica pessoal se estiver participando de torneios em mais de uma mesa:

Quando jogo em 12 ou mais mesas, coloco meus torneios em ordem pelo nível do blind.

O que tiver o blind mais alto fica no canto superior esquerdo, com o resto das mesas em ordem até os menores blinds no canto inferior direito.

5) Sente-se no Mesmo Lugar à Mesa

Muitas páginas de pôquer têm uma opção que permite que você se sente sempre no mesmo lugar à mesa.

O software simplesmente gira a mesa ao seu redor.

Essa opção é de valor inestimável para o praticante do jogo em mais de uma mesa.

Encontrar o seu lugar em todas as mesas quando tiver que tomar decisões em frações de segundo pode ser uma atividade desafiadora.

Se você estiver sempre no mesmo lugar, no entanto, saberá exatamente para onde olhar quando for a sua vez de jogar.

Você se lembra quando James Woods venceu Doug Polk?

Isso aconteceu na 46ª edição do World Series of Poker (WSOP) e foi um dos grandes destaques da época. Os dois jogadores se enfrentaram na segunda ronda do $3,000 No_Limit Hold’em (NLHE) Shootout. Cada um chegou no heads-up com 60 big blinds e estavam com stacks confortáveis.

Doug Polk é um dos jogadores mais duros de heads-up. Já James Woods tem uma escola com o seu nome em o Family Guy.

Apesar de lutarem um contra o outro num duelo muito intenso, o confronto começou de forma abastante amistosa.

Eles jogavam tight e eram amigos. E depois sem que ninguém prevê-se, Woods criou um abismo entre eles quando disse que iria deixar de falar.

“Ficou um clima frio, mas ele estava jogando do seu jeito”, disse Polk.

A coragem para mandar calar

Foi a ação mais inteligente que tomou em todo o jogo e que o levou à vitória. Isso não teria acontecido se ele não tivesse a coragem para mandar Polk se calar.

É necessário coragem para dizer a alguém para se calar. A pessoa pode acabar por desistir de o fazer e ficar perturbada com a situação.

Se a pessoa não falar do jeito certo, pode parecer um pouco chocante, até mesmo rude. Por isso, não é normal para um jogador de poker, especialmente um amador, dizer a outro jogador que vai deixar de falar e se concentrar.

Perder o jogo é mais aceitável do que perturbar a outra pessoa.

Roberto Romanello
Nunca se cala!

De uma perspectiva física, os seres humanos podem fazer mais do que uma coisa ao mesmo tempo. Eu posso escrever este artigo e lê-lo. Posso editar e comer uma manga. Posso falar no celular e correr na passadeira do ginásio.

Mas focar minha mente em duas coisas distintas é algo diferente. Que não podemos fazer. Quando você começa a olhar o jogo de poker em vez de comunicar com os outros jogadores, acontecem duas coisas.

Primeiro, você começa a alternar sua atenção, subconscientemente, entre as pessoas que estão a conversar consigo e sua mão. Em segundo, você perde tempo quando alterna entre os dois.

Bater das fichas

Quando não é necessário se concentrar em duas tarefas não há problema (pense em andar e falar). Mas quando você tem que manter o foco, seu cérebro vai separar tarefas e dividir suas capacidades de modo a assegurar que ambas as tarefas são realizadas.

É por isso que provavelmente deve manter sua boca fechada se estiver a atravessar uma ponte em ruinas entre duas montanhas.

Um dos maiores faladores do poker é o campeão do World Poker Tour (WPT) e do European Poker Tour (EPT) Roberto Romanello. O jogador galês acredita que o seu uso da palavra é o que lhe dá vantagem.

Mas existem dois fatores a levar em conta. Se você encontrar Romanello com um stack curto em número de big blinds, ele vai estar muito mais calmo. Assim que sua stack começa a crescer ele começa a usar a sua boca para falar.

Ele chama a isso “bater das fichas” e quanto mais seu adversário está indo na conversa mais ele fala.

“Eu não jogo o poker contra os jogadores de topo”, disse Romanello. “Isso não funciona com eles. Têm muita experiência”.

Manter a vantagem

Doug Polk
“Ficou um clima frio”

Acredito que, apesar de falar ser uma das melhores estratégias de Romanello, que ele ainda assim perde alguma vantagem porque o seu cérebro não está capacitado para se focar em duas tarefas ao mesmo tempo com a mesma eficiência.

É por isso que é vital para Romanello ter (a) fichas suficientes no torneio de modo a que essa distração não se torne –EV, e (B) usar o seu dom da conversa contra jogadores mais fracos de modo a assegurar que continua a manter uma vantagem quando está a realizar as duas tarefas.

Era do interesse de Doug Polk falar com James Woods. Ele tinha vantagem e realizar as duas tarefas não criaria problemas a Polk. Existia ainda a possibilidade de uma conversa continua criar uma perda de foco por parte de Woods.

Seis níveis e concentração

Se você quer reduzir a conversa na mesa de poker então lembre-se destes pontos importantes:

  • 1. O cérebro tem uma capacidade finita de receber estímulos externos. Cada vez que você divide essa capacidade, você enfraquece a intensidade da tarefa em mãos. Isto poderá ter consequências em seu jogo.
  • 2. Se está a jogar contra alguém que fala muito, você poderá tirar vantagem disso. Seu adversário não vai estar tão concentrado quanto você.
  • 3. Aprenda quando é bom falar e quando é melhor ficar calado. Se você tem um grande stack, ou está no início de um torneio a jogar contra jogadores mais fracos, fique à vontade para socializar. Se não, foque-se em seu jogo.
  • 4. Se você é muito melhor que os seus adversários, então fale com eles para ganhar mais uma vantagem extra.
  • 5. Quanto mais tempo você passar falando, mais difícil se torna concentrar a um nível elevado durante o jogo.
  • 6. Quando o seu foco está alternando entre duas atividades, você perde tempo. Peritos dizem que você perde 28% da capacidade enquanto realiza tarefas em simultâneo.

Que James Woods seja uma lição

É difícil dizer alguém para parar de falar com você na mesa de poker. É estranho e desconfortável. Mas se você quer ter sucesso quando joga poker, então tem que aprender a ficar confortável com o desconfortável.

James Wood foi desconfortável e criou uma das maiores perturbações do poker moderno.

Tudo porque ele não queria pagar a fatura de conversar na mesa e você também não deve pagar esse preço.

Ganhe $88 grátis para jogar no 888 poker

Você também pode se interessar por:

Por favor, preencha os campos corretamente!

Erro salvando comentário!

Você precisa esperar 3 minutos antes de postar outro comentário.

Nenhum Comentário

Como jogar poker: regras para ganhar »
Como jogar omaha

Como jogar omaha: aprenda as regras e jogue omaha poker

Aprenda como jogar omaha poker online para ganhar nos melhores sites de poker

8 janeiro 2018


Classificação das mãos de poker
  1. Royal Flush
  2. Straight Flush
  3. Four of a Kind
  4. Full House
  5. Flush
  6. Straight
  7. Three of a kind
  8. Dois Pares
  9. Um par
  10. Carta alta

Classificação completa das mãos de poker

×

Desculpa, essa sala não está disponível no seu país.

Por favor tente a melhor alternativa que estiver disponível para sua localização:

Fechar e acessar a página